Lulu virou peça!


Bonsoir mon amours, como vão?? Demorei mas vou postar uma matéria interessante sobre peça que recria a Vida de Louise Brooks. Brasileiros também sabem fazer:
Com o objetivo de montar uma peça juntos, a atriz Simone Spoladore e o diretor Felipe Vidal há três anos pesquisavam o universo de duas figuras femininas que muito lhe interessavam: a atriz norte-americana de cinema mudo Louise Brooks e a personagem de quadrinhos Valentina, do italiano Guido Crepax, inspirada nela. Em novembro passado, munidos de um pré-roteiro, meteram-se numa sala de ensaios para colocar o sonhado espetáculo de pé. E bateu aquela ansiedade: "Mas cadê o texto? Onde é que isso vai dar?"
A insegurança se deveu à falta de um texto dramatúrgico. A dupla criou a peça – em cartaz no Espaço Sesc Copacabana, no Rio, até domingo – a partir dos resultados das pesquisas. De "concreto", havia as entrevistas de Louise e escritos de Felipe. "A gente escreveu a peça na sala de ensaio", conta o diretor, que, a princípio, pensou em fazer algo sobre Louise, enquanto Simone sugeria Valentina como ponto de partida. "Começamos e não sabíamos onde íamos terminar. É algo novo para mim, fiz uma única vez, em Curitiba, quando tinha 20 anos, e tinha muita vontade de fazer de novo", diz a atriz curitibana, de 31 anos, que se mudou para o Rio em 2003. Independentemente do resultado, o processo foi muito instigante."
Louise (1906-1985) encantou a dupla por sua personalidade forte e espírito independente. Trata-se de uma mulher que passou a vida se reinventando, e que não aceitava ser enquadrada nas regras vigentes. Começou como bailarina, estreou no cinema aos 18 anos e participou de 24 filmes entre 1925 e 1938. Era uma época em que seu rosto, emoldurado pelos cabelos lisos e pretos, cortados na altura do queixo, era um dos mais conhecidos no mundo. Ela acabou se tornando um ícone do século em que viveu.
"Uma das coisas que mais me fascinam é que no momento em que Hollywood estava estourando, ela disse ‘não’, e isso definiu a vida dela", diz Simone, referindo-se a ida de Louise para a Alemanha em 1928, quando o diretor G.W. Pabst a convidou para ser a sedutora Lulu do futuro clássico "A Caixa de Pandora". Este iria se tornar seu filme mais representativo. Sua carreira como atriz terminou quando ela tinha apenas 31 anos, mas Louise continuou se expressando através das palavras: tornou-se escritora.
Crepax (1933-2003), um desenhista italiano que primava pela linguagem quase cinematográfica em seus desenhos, era um apaixonado por Lulu. Na década de 60, criou Valentina, uma fotógrafa, à semelhança dela. A personagem, que se tornou a mais popular de Crepax, é uma mulher sexy, mas não vulgar, resoluta, e cheia de charme. Linda (tem os traços de Louise), curvilínea, culta, Valentina virou musa dos quadrinhos adultos. Simone também se despe em cena, mas aqui não cabe fetichismo - "é algo natural", ela explica. "A nudez virou uma forma de expressão. Por que tem que ser sempre um fetiche?"
O espetáculo mistura dança e vídeos (são quatro curtas assinados por Marcela Lordy, diretora assistente de filmes como "Linha de Passe" e "Nome Próprio"). "Cada vez mais, a gente vê que não existe mais tanta fronteira. Tem espetáculo que pode estar tanto num festival de dança, quanto de teatro", avalia Vidal. O romance com Charles Chaplin, a intensidade com que Louise tocava a vida e a carreira, a incompreensão que sentia vinda de seus pares – "Você tem tudo, Louise, o que mais você quer?", eles perguntavam – permeiam a peça, que, no Rio, fica numa sala pequena, com espaço para apenas 65 pessoas. Agora, a atriz e o diretor querem levar 'Louise e Valentina' ao Festival de Curitiba e a São Paulo.
Infelizmente não está mais em cartaz, tudo que é muito bom dura pouco. Mas achei legal essa notícia, bom saber que existem admiradores do trabalho da Louise! Meus queridos vou mas volto, não me abandonem. Mas antes um recado: Seja moderna, seja clássica. Mulher Diva de verdade é sempre Diva e homens são homens em qualquer época do mundo por isso, divirtam-se!


Bom Feriado!

Comente com o Facebook:

Um comentário

  1. Olá!! Li seu e-mail, e já respondi. Também através dos links já bisbilhotei os dois blogs, lindos, mas vi q pretende mudá-los. Acho q vão ficar melhores ainda! Ai, adorei esse post, vai acabar me fazendo virar fanzona da Louise Brooks tbm!!!
    Ela deve ter sido uma mulher realmente divina! Parece ter sido muito corajosa tbm, se tem algo q eu admiro numa mulher e coragem e determinação, pq para minha vergonha, eu não sou nem uma coisa nem outra, mas queria encontrar esses dois sentimentos dentro de mim...
    Bisous!

    ResponderExcluir

Muito obrigada pela sua visita, ela é muito importante! Comente e deixe seu link. Responderei assim que for possível ♥