Comics, TV and Pin-up Cartoons!


Nem preciso me esforçar para dizer o quanto pin-ups são poderosas e influentes, principalmente em sua época de ouro. Imaginem a atual mania popular, estampada em todos os lugares de todas as formas imagináveis (não estamos falando somente de calendários). Elas popularmente saíram das telas cinematográficas, foram parar na tela com pincel e tinta e não pararão mais. Eu particularmente gosto muito das diversas “utilidades” que elas proporcionam e também por esse sucesso ter ido parar nos quadrinhos, desenhos animados e séries de TV, que eu amo de paixão.

As personagens femininas da Marvel!

Durante os anos dourados das pin-ups, o investimento em filmes, animações e séries de TV na América expandiu, fazendo com que o público pudesse apreciar seus heróis ou personagens favoritos não só em revistas, mas em desenhos animados e também em séries de TV. Pin-ups, ou a inspiração causada por elas, podem ser apreciada em muitos Cartoons e Comics. Eu sei que muitos de vocês já até viram aqui no meu blog, mas alguma referência deve ter passado despercebida. Mesmo assim vou citar e listar alguns exemplos onde essas vertentes aparecem juntas e misturadas, um verdadeiro Retrô Geek para vocês. Espero que gostem:

Pin-up em Comics e HQ's

Pulp Magazines - Mistérios e Love Romance: As Pulp Magazines já estiveram aqui no meu blog em 2009 .Vou recordar as divertidas revistas de ficção em quadrinhos. Para os homens elas eram quase sempre recheadas de histórias policiais. Coisas da mente masculina como ficção científica e mistérios para serem desvendados era o foco das histórias de uma Pulp Magazine para eles, mas o ápice estava em conter uma bela moça seqüestrada e amarrada. O fato é que homens sempre gostaram de bancar nossos heróis. Quem salva quem?
Pulp Magazine for Man: Mistério para a ser desvendado

 
As revistas estilo Love and Romances também estão na categoria das Pulp Magazines, porém o foco são histórias para o público feminino. Romances já eram populares desde os anos 30, mas nos anos 50 os americanos adoravam romances em revistas. Essas pulp femininas eram feitas tanto para adolescentes quanto donas de casa. Histórias em torno de um amor não correspondido, intrigas e romance à distância você encontra nas novelas de uma autêntica Love and Romance Pulp Magazine. Esse sucesso resultou nas revistas com foto novela.

Pulp Magazines for Woman: Histórias de amor para housewifes

Referência: Uma pin-up na capa de revistas daquela época era quase obrigatório

Pin-up em Cartoons

Betty Boop: Betty Boop foi a primeira pin-up animada criada por Max e Dave Fleischer na década de 30. O enorme sucesso da mocinha na TV se deu graças ao seu charme. A inspiração para o desenho de Betty Boop eram as dançarinas de charlestoon, atrizes, vedetes e principalmente a cantora Helen Kane. Mesmo a personagem passando por diversas mudanças em relação à censura, ela sobreviveu ao tempo. Reapareceu em 1987 no filme Uma cilada para Roger Habbit em que faz uma “pontinha” como garçonete (aqui vale ressaltar a homenagem à Miss Boop que foi desenhada em preto e branco em meio a desenhos multi coloridos). Betty chegou a ganhar versões Comics no Brasil e no mundo. Por aqui a editora Abril chegou a lançar um exemplar sobre as aventuradas de Betty e hoje você pode encontrar até álbum de figurinhas. Se alguém aí possui “A grande Chance” deve guardar esse raro exemplar de colecionador. Eu tenho.

Pin-up animada: Betty é clássica e eu não posso deixar de mencioná-la

A Grande Chance: HQ lançado pela Editora Abril em 1992. Eu tenho, eu tenho!

Wood Woodpecker: O  que o Pica-Pau tem a ver com o assunto em si? Vocês nunca perceberam nada em alguns dos episódios dessa ave maluca? Pois eu sim! Vi muitas pin-ups em diversos momentos o que é absolutamente normal. Como foi citado no início desta matéria, associar pin-ups a tudo era a sensação do momento e sendo o Wood Woodpecker de Walter Lantz um personagem criado em 1940, ele também não ficaria de fora da pin-up mania. Episódios como: Os Mensageiros (Belle Boys – 1953), O Varre-Varre (What’s Sweepin – 1953), Os Perdidinhos (Get Loss – 1956) e Uma dama muito fina (Chew Chew Baby – 1945) são só alguns exemplos com a participação especial das garotas do calendário. Veja alguns destes momentos:


Belle Boys: Tônia Braga nadando, hahaha!


Chew Baby: Pode me chamar de Tina!
Get Loss: Uma folinha bem...
Jéssica Habbit : A bela ruiva de lábios carnudos só teve uma aparição nos cinemas na animação Uma cilada para Roger Habbit (1987) e já foi o suficiente para deixar sua marca registrada nas mentes masculinas. Jéssica foi inspirada nas estrelas hollywoodianas dos anos 30 e para saber mais sobre essa pin-up em especial eu indico a matéria da amiga e parceira Laís Pacheco do World Pin-up.

Senhora Habbit em ação!

Cool World: Em português O Mundo Proibido é uma animação de 1992. A história gira em torno do cartunista Jack Deebs (Gabriel Byrne) que após planejar um crime sê vê atrás das grandes e durante esse período na prisão acaba tendo ilusões com um mundo paralelo ao real. Esse mundo é recheado por desenhos animados malucos e possui uma sedutora Holli Would (Kim Besinger) em uma atmosfera meio retro. Holli leva Jack para o Cool World com segundas intenções. O detetive Frank Harris (Brad Pitt) é encarregado de investigar o caso uma vez que humanos e desenhos animados não podem se relacionar de uma forma mais “íntima”. O detalhe aqui são para as personagens Holli Would e Lonette.

Cool World: Desenhos malucos e uma loira perigosa


Lonette e seu amado Frank...fala sério!
Lonette e Holli Would: Particularmente prefiro Lonette, é menos Bitch. 
Pin-up Reais em Séries de TV:

Yvonne Craig - A BatGirl : Fez parte do elenco de Batman e Robin em 1968 mas antes disso já havia trabalhado com o Rei Elvis Presley em dois filmes. Sua personagem Barbara Gordon ficava na biblioteca e ainda arranjava tempo para salvar a dupla Batman e Robin dos perigos em que se envolviam. Nos anos 60 não era comum ter uma mulher desempenhar este papel, o público gostou de ver uma heroína como a Bat Girl nas telas. Boa parte do sucesso da série se deu ao talento de Yvonne, sua beleza e agilidade em pilotar uma moto Yamaha. Eu adorava assistir essa série, sem contar que o Batman é meu super-herói favorito!

Um toque feminino: A atuação e beleza resultou no sucesso entre os fãs
Em dois momentos: Ao lado do homem morcego e em cartoon da abertura da série.
Julie Newmar - A Mulher Gato: Toda a carreira de Julie e principalmente sua atuação como vilã na série Batman e Robin resultou em estar na lista das 10 maiores pin-ups de todos os tempos. Sua ousada personagem apareceu em poucos episódios durante a série, mas em cada aparição o público se encantava com a vilã de roupa preta brilhante e justa. Julie foi a primeira mulher gato das séries de TV. Mesmo sendo substituída por outras atrizes, ficou marcada nela a imagem da linda vilã.

Miaaau!!!
Felina: Ficou marcado o rosnado de Julie na pela da mulher gato

Lynda Carter - A Mulher Maravilha: A Wonder Woman era uma grande fã das histórias em quadrinhos e teve o privilégio de ser a Mulher Maravilha na série de TV exibida em 1976. Lynda alcançou fama mundial ao ganhar o título de Miss Mundo EUA em 1972. Sua atuação na série foi imediatamente aprovada pelos fãs o que dificultou para os produtores encontrarem outra atriz a altura de Lynda. Até hoje ela é apontada como a eterna Mulher Maravilha.

Única: Katy Perry não viverá a amazonas no remake dos cinemas. Graças a Deus!
Girl Power: Mulher Maravilha em ação na TV e quadrinhos




Barbarella: Criada especialmente para o público masculino, a personagem Barbarella foi criada por Jean-Claude Forest nos anos 60. As histórias giram sempre em torno da bela astronauta, mistura comédia com erotismo. Nos cinemas foi interpretada pela atriz Jane Fonda. Nos anos 60 e 70, o gênero Sci-Fi (ficção científica), ficou ainda mais evidentemente popular nas séries, cartoons, filmes e livros.


Jane Fonda como Barbarella

Para finalizar: Esses foram alguns exemplos que mostram o quanto os desenhos sensuais evoluíram, de simples calendários, indo direto para os quadrinhos e animações. Assim como o papel das mulheres em universos puramente masculinos, passando de vítimas à heroínas. Eu sei que existem mais referências além dessas, mas espero que tenham gostado. Algumas imagens eu peguei do site Mania de Colecionador do qual indico para quem curte universo retro nerd (ou geek). Essa matéria a princípio era para ter sido lançada em setembro do ano passado. Fiz diversas correções, novas buscas e como sempre, não ficava do jeito que eu queria. Agora cansei de “segurá-la” por tanto tempo, não sei quanto ao resultado. Boys é tudo o que vocês gostam! Bom fim de semana a todos.
Kisses!

Comente com o Facebook:

10 comentários

  1. un post genial guapa! desde siempre soy superfan de los pin ups ya en cartoons ;) como jessica rabbit es una icona y tambien bettie boop;)
    ya sigo tu blog, a ver si me visitas tambien;)
    un beso,mary
    http://maryloucinnamon.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. In love com o post!
    Falou tudo de interessante sobre o universo pin-up juntamente com a tecnologia daquela época.
    Sou uma fanática por cartoons, séries e comics em geral, e esse post está perfeito, abordou de um jeito super legal e te prende até o final.
    Belo post, e obrigada por me citar, pri <3
    Beijitos

    ResponderExcluir
  3. Really, eu queria muito voltar no tempo e viver nessa época! heroínas cheias de graça, revistas e anuncios com belas ilustraçoes de pin ups... Tão lindo!! E me lembro bem de ver na minha infância a Jessica Rabbit e Cool World e AMAR todas as personagens!! (sempre quiz ser coo elas, hehe)

    ResponderExcluir
  4. Linda matéria, uma pesquisa bem feita. Amei mesmo. Nossa eu amava cool world sempre que passava eu assistia. Eu tinha o video cacete do filme Uma Cilada para Roger Habitt, mas com a mudança se perdeu :/

    ResponderExcluir
  5. Obrigada a todos! fico feliz que tenham gostado desta matéria pois ao mesmo tempo em que voltei à infãncia eu tive trabalho de gente grande pra fazê-la..haha

    beijos! ;*

    ResponderExcluir
  6. Obrigada a todos! fico feliz que tenham gostado desta matéria pois ao mesmo tempo em que voltei à infãncia eu tive trabalho de gente grande pra fazê-la..haha

    beijos! ;*

    ResponderExcluir
  7. Parabéns mesmo, ficou demais o post! Sempre acompanho aqui, mas e a primeira vez que comento, nao tinha como nao dizer nada ; )

    ResponderExcluir
  8. Nossa que post interessante e bem feito , amei é sempre um prazer vir aqui !

    bjss www.adoro-pin-up.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. Amei Pri!
    Deu até vontade de sair procurando um desser romances "raríssimos" para ler.
    UM texto delicioso.
    Beijokas.

    ResponderExcluir

Muito obrigada pela sua visita, ela é muito importante! Comente e deixe seu link. Responderei assim que for possível ♥