Diva da Semana: Marlene Dietrich


Começando a semana com mais um Diva da Semana! E a Diva de hoje é Marie Magdelene Dietrich von Losch, mais conhecida como Marlene Dietrich! Ela foi uma das grandes estrelas de Hollywood na época em que o cinema era sinônimo de Glamour. Impossível citar as maiores atrizes de todos os tempos sem destacar Dietrich entre elas. Uma mulher de uma beleza única, talento para atuação e canto inquestionáveis, ícone da moda capaz de influenciar mulheres no mundo todo até os dias de hoje.

Diva da década de 30. O estilo Dietrich foi um dos mais copiados no mundo todo.

Marlene e o cigarrinho ordinário!

Marlene Dietrich nasceu em Berlim, na Alemanha, em 27 de Dezembro de 1901. Ela fez escola de Artes e embora sua carreira tenha iniciado com o cinema mudo, participando de diversas películas durante a década de 20, foi na década de 30 que ela passou a ter mais destaque. Sua estréia no teatro foi aos 23 anos,  Casou-se em 1921 e em 1924 teve sua única filha. Der Blaue Engel (1930), Marrocos (1930), Desonrada (1931), O Expresso de Shangai (1932), A Vênus Loira (1932), A Imperatriz Galante (1934) e Mulher Satânica (1935) são alguns dos filmes de sucesso que a atriz protagonizou. 


Á frente de seu tempo: Marlene não tinha nenhum receio em usar trajes masculinos, o que se tornou sua marca registrada em hollywood.

Marlene foi convidada por Hitler a protagonizar filmes que faziam apologia ao Nazismo. Por te recusado, Hitler achou que sua atitude foi um desrespeito contra a pátria, chamando-a de traidora. Marlene tornou-se cidadã Estadunidense. Durante a Segunda Guerra Mundial Marlene cantou para os soldados, logo após o fim da Guerra ela foi condecorada com uma medalha. Nessa época ela descobriu que poderia explorar um de seus muitos talentos, sua voz e começou a se apresentar em espetáculos da Broadway.  Em 1961 Marlene participou do polêmico  Julgamento em Nuremberg que abordava o holocausto e Nazismo. O que fez com que ela não fosse bem aceita em seu país de origem quando a mesma havia decidido voltar.



O filme Apenas um Gigolô em que contracena com David Bowie lançado em 1978, foi o último trabalho que Marlene fez antes de falecer em seu apartamento na França em 6 de Maio de 1992, aos 90 anos de idade. Sua contribuição para a indústria do entretenimento e sua atitude frente à política fazem com que Marlene seja um ícone Feminista. Ela foi uma das primeiras mulheres a usar calças publicamente. É famosa pela ousadia em usar ternos, chapéus e smokings puramente masculinos, mas sem perder o encanto, sensualidade e Glamour. Essa androgenia e mix de masculino e feminino fazem também fazem dela um ícone fashion e uma das que mais representou a moda de seu país, já que seguiu a tendência da calça cumprida inventada por Coco Chanel durante a década de 20. Foi indicada ao Oscar em 1931 pela atuação no filme Marrocos; Também foi indicada ao Globo de Ouro em 1958.

 


Alguns vídeos em que vocês podem ver Marlene atuando e cantando.

 Espero que tenham gostado. Beijos e até o próximo Diva da Semana!  PS: Hoje é meu aniversário, parabéns para mim! rsrs

Comente com o Facebook:

Nenhum comentário

Muito obrigada pela sua visita, ela é muito importante! Comente e deixe seu link. Responderei assim que for possível ♥