Dica de Filme: O Violinista do Diabo (The Devil's Violinist, 2013)

Photo via

Hello darlings, tudo bem? Peço desculpas pelo meu sumiço, tenho estado um pouco ocupada mais que de costume e quase não tenho aparecido para postar e muito menos para visitar meus blogs favoritos. Quero desde já agradecer a todos que seguem a fanpage do blog no facebook (essa semana ultrapassei os 1000 likes, wow!) e também quero agradecer quem sempre visita, comenta e segue o blog. Para mim, isso é o mais importante sempre, ver a participação de vocês aqui na minha humilde casinha. O nosso pequeno grupo Vintage & Retrô Bloggers no facebook está crescendo e ficando cada vez melhor! Muito obrigada a todas que participam e que se identificaram com a proposta do grupo. Agora chega de enrolação, vamos ver a dica de filme de hoje: 
Foto: Divulgação

Eu já estava querendo falando sobre esse filme. Quem me conhece sabe que sou apaixonada pelas obras do Niccolò Paganini e que  também sou uma grande fã do violinista Alemão David Garrett. Quando eu soube no início do ano passado que ele estava envolvido na produção de um filme sobre a vida e obra de Paganini eu fiquei super ansiosa, imaginem: Ver seu violinista favorito interpretado seu compositor favorito? Não dá para explicar a emoção. Porém antes de falar do filme, acho coerente falar sobre quem foi Niccolò Paganini. Sei que muitas pessoas não conhecem, mas certamente já devem ter ouvido falar do lendário Violinista do diabo.

Foto: Reprodução

Quem foi Paganini? Niccolò Paganini foi um dos maiores compositores da história e também o maior violinista de todos os tempos. Um verdadeiro Violinista Virtuoso. Ele nasceu em Gênova na Itália no ano de 1782 e os mistérios sobre sua vida são um tanto quanto sinistros e ao mesmo tempo fascinantes. Ele não só revolucionou a arte de tocar violino e suas técnicas, como se tornou uma das maiores influências para outros compositores, músicos e tem sido assim até os dias de hoje. Grandes nomes da música atual e do passado tiveram Paganini como inspiração, quer um exemplo? O Heavy Metal e a música clássica caminham juntos, muitas bandas e músicos desse estilo se inspiram nas técnicas e repertório erudito incluindo as obras do Paganini. Pode-se dizer que ele era o Jimmy Hendrix do violino (e isso não é só uma opinião minha e sim de todo mundo). Mas não foi fácil chegar nesse status, ele teve uma infância difícil, sendo constantemente obrigado a estudar pelo seu Pai, que não lhe deu uma educação muito fácil castigando duramente o menino a cada erro. Suas primeiras apresentações já demonstravam que ele era de fato uma criança prodígio, assim como também foi o Mozart. Alcançou fama ainda muito jovem, mas sempre levou uma vida boemia, gastando muito dinheiro com mulheres e jogos. Várias vezes chegou a penhorar seu próprio violino para pagar dívidas de jogos, mas felizmente ele conseguiu se livrar do vício. 

Escultura do rosto de Paganini - via

Concerto para Violino e Orquestra n. 1

Paganini se apresentou nos melhores palcos da música: Áustria, Alemanha, França e claro, seu país de origem. Grandes compositores como Chopin, Schubert e Schumann estiveram na plateia em algumas dessas ocasiões (Inclusive achei super interessante que em um filme que assisti sobre a vida e obra de Robert Schumann a uns 10 anos atrás, lembro de uma cena em que ele e outros músicos estavam no teatro assistindo a uma das apresentações de Paganini e Schumann dispara: “Eu vou ser o Paganini do Piano.”). Sua execução de violino era espetacular e não havia ninguém que não ficasse impressionado com tal técnica e sonoridade. Ele era capaz de tocar 12 notas por segundo e esse é o tempo que a maioria dos músicos leva para ler 12 notas (sinceramente ainda não havia parado para pensar em quantas notas eu leio por segundo e nem quantas eu consigo executar, melhor deixar queto). A técnica de memorização de Paganini é outro talento indiscutível. Ele simplesmente subia no palco e tocava, todo o repertório já havia sido memorizado. (Não bastasse revolucionar a técnica do violino, ele também tinha que revolucionar a técnica de memorização musical, esse é o cara!)

Foto: Reprodução

Capricho N. 1 e 2

Ainda criança Paganini contraiu sarampo e foi dado como morto. Em função disso teve várias complicações e uma saúde frágil que foi piorando com o passar dos anos até chegar na vida adulta e morte em 1840. Segundo Castil-Blaze, ele era muito pálido, tinha traços fortes e marcantes, cabelos longos e ondulados, nariz pontiagudo e olhos como os de uma águia. Sua aparência era um tanto quanto assustadora. Não era um homem bonito, era extremamente magro e mesmo assim vivia cercado por mulheres e teve várias amantes. Na verdade Paganini passou a vida toda lutando contra uma doença que fazia com que ele não conseguisse dormir e não pudesse comer direito. Sem contar que ele sofria de tuberculose, mas isso tudo foi o suficiente para que as pessoas achassem que ele havia feito um pacto com o Diabo. Logo Paganini se tornou uma lenda viva, porém pelo seu talento e aparência muitas pessoas tinham medo de ir a uma de suas apresentações. As pessoas o evitavam e se benziam se tocassem acidentalmente no filho do diabo. As lendas que envolvem o nome dele não pararam por aí, existem relatos em que até ele mesmo expõe em uma carta onde diz que durante execução de uma de suas peças, alguém teria visto o diabo no seu cotovelo, guiando toda a execução do instrumento e que esse ainda tinha chifres. As pessoas diziam que as cordas de seu violino teriam sido confeccionadas com os cabelos do diabo.

Foto: Reprodução

Sonata n. 4 em A maior!

Paganini passou a incorporar todas aquelas histórias e fazer daquilo seu próprio marketing pessoal. Ele era visto constantemente em apresentações usando uma capa preta, até mesmo o cenário de suas apresentações sempre continha pouca luz. Sua carruagem era guiada por cavalos negros. Em suas apresentações ele aparecia do nada no meio do público e caminhava até o palco causado susto na multidão. Ele tocava fazendo movimentos com seus longos cabelos cacheados. Em determinado momento da apresentação ele cortava três das quatro cordas do violino (E, A e D) e tocava somente com a corda Sol (G) para espanto de todos. Aquilo tudo só serviu para aumentar sua popularidade, pessoas pagavam valores altíssimos para ver uma apresentação de Paganini, ele era como um Rockstar da época (ou popstar se preferir). Ele fazia tudo aquilo pelo simples prazer de causar, essa que é a verdade. Foi de fato um rebelde, bizarro e controverso músico, e que apesar de tudo, deixou seu legado como um grande compositor e mestre das técnicas do violino, mostrando ser um homem à frente de seu tempo. Em 1840 ele fica muito doente, e mesmo debilitado se recusou a receber a visita do Bispo e em função disso a Igreja Católica recusou-se a enterrá-lo como santo, de acordo com as normas da igreja. Somente depois de alguns anos seu filho, que foi apelar diretamente para o Papa, teve permissão para enterrar o corpo do pai. Seu túmulo recebe visitantes do mundo todo. Seu violino, o Cannone, fabricado por Giuseppe Antonio Guarneri em 1743, é uma verdadeira obra de arte e se encontra exposto no museu de Gênova na Itália. Caso queira ler mais sobre a vida e obra de Paganini, recomendo que leia esse artigo de onde retirei algumas referência. Fontes: A boa e velha Wiki e o www.paganini.com.br

Túmulo de Paganini - Fonte: Arte Cemiterial

Túmulo de Paganini - Fonte: Arte Cemiterial

Cannone, o violino do Paganini feito por Giuseppe Antonio Guarneri em 1743. Paganini teria ganho esse violino em 1802 - via

Foto: Reprodução

Sobre o Filme: No filme David Garrett interpreta o Paganini. O filme explora bem o lado fantasioso e sedutor da vida de Paganini e seu suposto pacto com o diabo. Fica claro como ele era tratando como um verdadeiro Rock star enquanto que todas as mulheres se jogavam à seus pés (que hoje em dia são conhecidas como groupies, haha) e ao mesmo tempo deixava muitos homens morrendo de inveja e querendo descobrir o segredo do seu talento. Apesar do David ter sofrido duras críticas em relação à sua atuação e aparência (pois convenhamos, ele não se parece em nada com o Paganini fisicamente falando), eu gostei do filme e de ver o quanto ele se dedicou para viver um compositor de quem ele também é um profundo admirador. Diferente de outros filmes sobre a vida de Paganini (e/ou de qualquer outro músico) em que o ator era supostamente idêntico, mas simplesmente estava "dublando", fazendo uma encenação. Levei todos esses fatores em consideração quando fui assistir a primeira vez. Pode não ser um dos melhores filmes sobre a vida e obra de um compositor de todos os tempos, mas é totalmente válido e eu gostei muito de ver o David como Paganini.

La Campanella Op. 7 - David Garrett interpretando Paganini aos 14 anos de idade. Essa música faz parte de um CD lançado só com canções do Paganini tocadas pelo David.

Cena do filme - via

David & Paganini - via

Trailer do filme "The Devil's Violinist"

"Lo Ti Penso Amore" é uma das canções mais lindas do filme e também o tema principal.

Mais uma cena do filme em que Paganini (David Garrett) Interpreta o famoso Capricho n.24

Foto: Reprodução


As obras de Paganini são em maioria repertório para violino, mas ele também compôs sonatas e concertos para outros instrumentos como violão e também quarteto de cordas. Vale a pena conferir se você curte música clássica ou se simplesmente está buscando algo diferente e fora da sua zona de conforto. Espero que tenham gostado do post de hoje e se tiverem visto o filme, deixe sua opinião. Eu adoro ler os comentários de vocês sempre. Peço desculpas se o post ficou muito grande, eu me empolgo. É o que acontece toda a vez que falo de uma coisa da qual eu gosto muito. Sei que estou devendo alguns posts como os da minha R.A e outros temas que dependem de tempo para realizar pesquisas, mas em breve tudo volta ao normal (se a minha internet permitir). Não se esqueça de participar do SORTEIO!! ...Beijinhos!! 

Comente com o Facebook:

16 comentários

  1. Boa Tarde Pri!
    Nossa sensacional sua dica de filme. Eu não conheço a obra deste violonista achei sensacional. Enquanto lia o seu post deu para sentir que você tem paixão pelo que faz, tudo muito bem feito e caprichado. Vou sim participar do sorteio! Super beijo da Cris.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Cris, o filme é lindo. Vale a pena. Boa sorte no sorteio :) bjs!

      Excluir
  2. Parece ser um ótimo filme, fiquei curiosa para ver!

    Beijos, Jell e Marcelo
    www.urbanoeretro.com.br

    ResponderExcluir
  3. Pri, parabéns pelo post! Adorei saber um pouco mais sobre a vida do Paganini (outro compositor clássico que conheci graças ao heavy metal) e vou procurar o filme pra assistir. Bjs! =*

    ResponderExcluir
  4. jesus partiu colocar esse filme na listinha daquilo que preciso lembrar de assistir! kkkk
    obrigada por mais essa indicação linda!
    bjuu Pri!
    http://hippiegrungerajneesh.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Andressa, tenho certeza que você vai gostar do filme. Beijão xxx

      Excluir
  5. Parece ser muito bom, adorei a dica. Preciso assistir...
    bjuxx

    ResponderExcluir
  6. Ótima pedida para o Fds =) vou baixar para assistir aqui ^^

    Beijos
    http://saidaminhalente.com

    ResponderExcluir
  7. Não conheço o filme :)

    http://retromaggie.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  8. Mesmo com toda essa euforia com o artista, fiquei com vontade de assistir. Adoro personalidades que envolvem misterio, me deixam bem curiosa ^^
    www.rumorandhorror.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também gosto ^^.. Obrigada pela visita, bjs!

      Excluir

Muito obrigada pela sua visita, ela é muito importante! Comente e deixe seu link. Responderei assim que for possível ♥