Resumo da #ExpoMusic + Leitura da Vez!

Original pic via

Hello Darlings! Sei que estou atrasada quanto ao tema, desculpe pela demora em falar sobre a Expo Music, a verdade é que eu simplesmente esqueci. Eu deveria ter feito um post há algumas semanas atrás, não sei o que houve com a minha programação de postagens e daí acabei esquecendo. Pois bem, antes tarde do que nunca! Sei que estou remando contra a maré, uma vez que o assunto até então tem sido (ou foi) a Beauty Fair (Well....Quem sabe o ano que vem eu vou na Beauty Fair, veremos). Não tenho muita coisa para falar, apenas compartilhar algumas fotos e um resumão do que fiz no tempo que estive lá e também falar do que estou lendo.

Foi amor a primeira vista....pena que não pude tocá-lo (snif)

Eu fui no segundo dia do evento realizado no dia 20 de Setembro. Choveu no dia, fui super cansativo e por alguns problemas que tive não consegui chegar no horário que eu queria, então perdi algumas atrações, mas no final das contas valeu a pena. Eu tenho uma relação muito intimista com a música (quem me conhece sabe disso). Então estar em um ambiente onde o assunto é apenas e tão somente música e instrumentos musicais, é sempre uma ótima experiência. Os primeiros stands que visitei foram os de cordas. Logo de cara encontrei aquele que tem sido, ate então, o "homem dos meus sonhos": Um lindo Violino 4/4 meio avermelhado com verniz envelhecido. O case possuía um hidrômetro, exatamente o que estava procurando. Peguei informações com o fabricante, apesar de que o preço que ela me passou deve ser o de lojista. Eu fico só imaginando o dia em que terei um instrumento como aquele, afinal de contas sonhar não custa nada.

Cello é a minha segunda paixão e minha atual tentativa.

Eu 'experimentei' quase todos os instrumentos de corda disponíveis na feira, e quando digo quase todos me lembro da única frustração do dia: A de não ter tocado NENHUM dos instrumentos de arco (violino, cello, viola, baixo), pois esses não estavam disponíveis para o público tocar (o que é uma pena, talvez o dia e o horário que fui não era permitido). Fora isso fui brincar um pouquinho com os banjos, cavacos, bandolins, baixos e violões. Pareço uma criança em uma loja de brinquedos. O piano vermelho foi uma experiência à parte. Era lindo tinha um som belíssimo e teclas macias, eu simplesmente amei. Em relação às atrações do dia, não vi muitas porque fiquei umas três horas na feira. Então basicamente eu fui para ver os instrumentos, as novidades do mercado e ver alguns lindos headbangers desfiando pela feira. Tirei várias fotos e separei algumas, espero que gostem!

À esquerda Banjos e à direita Saxofones (tenor, barítono e alto)

Violões e Cellos (eu toquei em um na cor vinho, lindo som)

Apaixonada por esse piano, sem palavras quanto ao design!


Leitura da Vez:

Fugindo um pouco do assunto, mas  nem tanto, hoje foi um dia resumido em praticar violino e ler pela milionésima vez as crônicas de Martha Medeiros no livro: Doidas e Santas. Essa semana vi na fanpage do blog da Martika um post sobre o livro, e me lembrei que ainda não havia comentado sobre ele aqui no blog, uma vez que estou relendo ele achei que seria uma ótima hora para comentar. Não importa o quanto eu leia, ou em que época eu leia, sempre vou me identificar com a forma como a Martha escreve histórias e fatos tão comuns na vida das mulheres, do jeito dela e de uma forma verdeira e com senso de humor. Por isso se você está buscando uma leitura animada, reflexiva e rápida fica a dica.

Foto: Reprodução
Toda mulher é doida. Impossível não ser. A gente nasce com um dispositivo interno que nos informa desde cedo que, sem amor, a vida não vale a pena ser vivida, e dá-lhe usar o nosso poder de sedução para encontrar "the big one", aquele que será inteligente, másculo, se importará com nossos sentimentos e não nos deixará na mão jamais. Uma tarefa que dá para ocupar uma vida, não é mesmo? Mas além disso, temos que ser independentes, bonitas, ter filhos e fingir, às vezes, que somos santas, ajuizadas, responsáveis, e que nunca, mas nunca, pensaremos em jogar tudo para o alto e embarcar num navio pirata comandado pelo Johnny Depp, ou então virar loura e cafetina, sei lá, diga aí uma fantasia secreta, sua imaginação deve ser melhor que a minha.
Eu só conheço mulher louca. Pense em qualquer uma que você conhece e me diga se ela não tem ao menos três dessas qualificações: exagerada, dramática, verborrágica, maníaca, fantasiosa, apaixonada, delirante. Pois então. Também é louca. E fascinante.
Todas as mulheres estão dispostas a abrir a janela, não importa a idade que tenham. Nossa insanidade tem nome: chama-se Vontade de Viver até a Última Gota. Só as cansadas é que se recusam a levantar da cadeira para ver quem está chamando lá fora. E santa, fica combinado, não existe. Uma mulher que só reze, que tenha desistido dos prazeres da inquietude, que não deseje mais nada? Você vai concordar comigo: só sendo louca de pedra.
Martha Medeiros MEDEIROS, M. Doidas e Santas. Porto Alegre: L&PM, 2008.

Resumo do meu sábado: Praticando e lendo! Uma vez que esse calor insuportável somado à TPM não me dá disposição para fazer absolutamente nada, finalmente consegui um sábado livre das minhas atuais ocupações, sendo uma delas a função de Tia babona do ano . Então nada mais justo que fazer duas coisas que amo e que servem para relaxar (exceto quando estou tocando algum estudo de métodos novos ou mais avançados, ao invés de relaxar me deixam irritada, haha). Espero que o sábado de vocês tenha sido e esteja sendo bom. Quem aí além de mim foi na Expo Music manifeste-se, hehehe. Beijos e tenham um ótimo domingo crianças! Armand manda Beijos! :*

Comente com o Facebook:

8 comentários

  1. eu acho que tocar violino é coisa pra pessoas sobrenaturais <3
    e bah, quando eu trabalhava aqui na Livraria Cultura atendi a Marta
    Medeiros algumas vezes, ela é super gente boa e a última vez que a vi
    ela usava um colar que metade das mulheres da livraria ficou louca hahaha mega lindo!
    a anos eu li o Divã dela, na época eu lembro que curti mto
    boas leituras!
    bjoo Pri
    http://hippiegrungerajneesh.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Andressa! Adoro seus comentários, sério <3

      Ah, algumas pessoas que tocam violino não são normais kkkkk Sou fã da Martha Medeiros, que legal que você teve oportunidade de conhce-la.obrigada e volte sempre please <3 Beijosss :*

      Excluir
  2. a expomusic é muito bacana. beijos, pedrita

    ResponderExcluir
  3. Adorei aquele piano :)

    http://retromaggie.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  4. Marido ia curtir essa exposição, ele me faz entrar em todas as lojas de objetos musicais dos lugares que vamos, haha!
    Eu sou doida pra ler esse livro há teeeeempo, uma hora me animo a ler pra valer (e compro, né, pra começar... haha!)
    Um beijo,
    Re

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Rê!! Não tem namorido que resista à feira de música, games, etc hehehe.
      Ah, esse livro é ótimo. Me ajuda a refletir muito e dar boas risadas também!
      Leia e me diz se gostou. Beijão! <3

      Excluir

Muito obrigada pela visita! Deixe sua opinião, dúvidas e sugestões nos comentários. Não esqueça do seu link, responderei todos assim que for possível ♥ XOXO