#Resenha: Dez formas de fazer um coração se derreter (Sarah MacLean - Editora Arqueiro)


Isabel Townsend não é exatamente o que se espera da filha de um conde. Apesar de ter a pele delicada e de saber se portar como uma dama quando necessário, a jovem também monta a cavalo, conserta telhados, administra a propriedade e cria o irmão caçula desde que a mãe faleceu – tudo isso sem despertar a menor suspeita de que não há um homem sequer para cuidar de sua família.
Para o pai dela, que só queria se divertir e gastar dinheiro em jogatinas, pouco importava o que ela fizesse. Porém, quando ele morre, Isabel se vê sem recursos e precisa defender os direitos do irmão, ameaçados pela chegada iminente de um tutor. Assim, não lhe resta saída senão vender sua coleção de estátuas de mármore, o único bem que herdou.
Para sorte sua, um especialista em antiguidades acaba de chegar ao condado. Inteligente e sensual, lorde Nicholas St. John é um solteiro convicto que deixou Londres para se livrar das jovens que passaram a persegui-lo desde que foi eleito um dos melhores partidos da cidade.
Em poucos dias, fica claro para Nick que Isabel é a mulher mais obstinada e misteriosa – além da mais interessante – que já cruzou seu caminho. Ao mesmo tempo, ao conhecê-lo melhor, a independente Isabel percebe que há homens em que vale a pena confiar. Enquanto eles põem de lado suas antigas convicções, seus corações se abrem para dar uma chance ao amor.
Título: Dez formas de fazer um coração se derreter ( Série Os Números do Amor #2)
Autor: Sarah Maclean
Ano de Lançamento: 2016
Número de Páginas: 352
Acabamento: Brochura
Gênero: Romance / Romance de Época
Editora: Arqueiro
Adicionar no Skoob
Classificação:


Não se pode negar que há uma verdadeira epidemia espalhando-se entre as moças de Londres – uma trágica realidade que termina em nada menos do que a pior situação possível.
Estamos nos referindo, é claro, à solteirice.
Com tantas damas em nossa bela cidade tão lamentavelmente afastadas da brilhante luz da dádiva do casamento, chega a ser um crime que esses jovens e promissores botões talvez nunca tenham a chance de florescer!
Assim, leitora, ao longo do tempo para simplificar a mais assustadora das tarefas: conseguir um marido.
Apresentamos, humildemente, as lições para conquistar um Lorde.

Pérolas e Peliças, Junho de 1823”

Isabel Townsend é a filha mais velha do conde Perdulário e vive em Townsend Park com seu irmão caçula. Ela pode parecer uma jovem comum, mas não é. Após a morte do seu pai, e mesmo bem antes disso, Isabel já tinha sobre si as responsabilidades de administrar a casa, fazendo trabalho braçal e diversas atividades que somente empregados fariam, como por exemplo, consertar o telhado quebrado. Mesmo com um pai irresponsável que os abandonou após sua morte a vida dos habitantes de Townsend Park ficou ainda mais difícil. Ela não tem condições de manter a casa e o condado está correndo risco. Sem contar que bem ali, entre as quatro paredes da propriedade, Isabel guarda muitos segredos. Para piorar, toda a sua vida e daqueles que dependem dela está nas mãos de um tutor que ela sequer conhece.

 

Isabel não vê alternativa senão vender sua amada coleção de estátuas de mármore, a única coisa que ela herdou de sua mãe. A venda irá garantir o sustento da casa e irá possibilitar que seu irmão seja educado, ainda mais agora que ele é o conde. 
Se a felicidade matrimonial fosse uma opção verdadeira, talvez eu a desejasse...

Bem distante dali, em Londres, está Nickolas St. John, o irmão gêmeo mais novo do marquês de Ralston, vivendo seu próprio drama: ele é o mais novo solteirão cobiçado, tudo graças à revista Pérolas e Peliças que dedicou um editorial completo para enaltecer todas as suas qualidades. O duque de Leighton faz um pedido especial a Nick para que o ajude a encontrar sua irmã Georgiana que desapareceu. Ele resolve atender ao pedido angustiado do amigo, e vê ali a oportunidade de sair da cidade que agora tanto o sufoca. Suas buscam fazem com que ele, e seu fiel amigo Rock, vão parar justamente em Townsed Park. Nick que é um famoso antiquário acaba conhecendo Isabel no meio da rua. Seu jeito único acaba atraindo ele que logo descobre que ela precisa da ajuda de um antiquário para avaliar suas estátuas de mármore. 
(...) – Por que não dançar, rir e viver da forma como você sonha?
È mesmo. Por que não?
– Sonhos são para menininhas sem preocupações – respondeu ela, opondo-se às palavras mesmo enquanto as dizia.
– Bobagem. Todos nós temos sonhos.
Ela abriu os olhos e fitou os brilhantes olhos azuis dele.
– Até você?
– Com o que você sonha?
A resposta saiu abruptamente, tão ofegante que ela mal reconheceu a própria voz.
Ele não hesitou:
– Esta noite, acho que vou sonha com você.

Ambos ficam imediatamente encantados um pelo outro, mas Isabel não esta disposta a revelar seus segredos, muito menos se deixar levar pelo charme do Lorde St. John. Ele por sua vez está cada vez mais determinado em descobrir mais sobre aquela mulher tão misteriosa.


Minha opinião: Em Nove Regras a ignorar antes de se apaixonar eu fiquei bastante curiosa para saber um pouco mais sobre o Lorde Jt. John. Eu gostei dele automaticamente, muito mais do que do irmão Gabriel. Ele é sem dúvidas o meu favorito, um personagem interessante e carismático, mas não posso dizer o mesmo de Isabel. A personagem impressionante, possui uma força e obstinação tão surpreendentes que a tornam única, mas nem assim ela chega perto do carisma de Callie, a mocinha do primeiro livro. Muito pelo contrário, Isabel não possue as qualidades aristocráticas das jovens afetadas e ingênuas, o que é até bom e divertido, mas em compensação é ela é um poço de insegurança e tão autodepreciativa que tira a paciência de qualquer um, incluindo o próprio Nick.

A trama também gira em torno de Rock, o melhor amigo de Nick e todos os habitantes da Casa de Minerva (Townsend Park) e tudo é narrado em terceira pessoa. Eu gostei do estilo de narrativa de Sarah no primeiro livro, ela foi bem criativa com a lista de regras e nesse o "elemento números" está na revista Pérolas e Peliças. Pontos que eu não gostei: há muitas cenas repetitivas e um tanto forçadas, principalmente os momentos Hot do casal. Nesse sentido faltou sutileza e algo mais.

Dez formas de fazer um coração se derreter é o segundo volume da série Os números do amor. A série tem uma premissa criativa e tem tudo para ser um sucesso. Essa é uma boa sequência, mas está longe de ser excelente. Eu espero que o próximo volume me cative tanto quanto Nove regras e vou ficar aguardando ansiosamente para descobrir o desfecho dessa série. Já adianto que o próximo será sobre Juliana (a irmã dos gêmeos) e o belo e insuportável duque de Leighton.

A Edição: Perfeita como sempre! As capas dos livros combinam um ar misterioso e ao mesmo tempo elegante. Eu particularmente adoro capas que não revelem totalmente o rosto dos modelos, fica um ar de mistério e desperta ainda mais a imaginação. Sem falar nesse tom "amarelinho" das folhas, o que torna a leitura ainda mais agradável e nada cansativa.


Nota: Esse livro foi gentilmente enviado pela Editora Arqueiro.

Onde comprar?



Siga também no: Facebook  | Bloglovin  | Skoob Tumblr  | Pinterest

Comente com o Facebook:

22 comentários

  1. A edição está linda! Não acompanho a série, mas espero que os próximos volumes sejam mais cativantes. Acho que o fato da protagonista ser extremamente insegura e auto-crítica, pode ter deixado a narrativa meio arrastada,né? Eu até que a compreendo, já que tenho um pouco dessas características (nada legais) dessa personagem. Beijos Pri!
    Colorindo Nuvens

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também sou uma pessoa mega insegura, mas a mocinha do livro é um pouco irritante, hahaha. Obrigada pela visita Dai. Beijos!

      Excluir
  2. Parece muiito giro :)

    Beijinho ♥
    the-not-so-girlygirl.blogspot.pt

    ResponderExcluir
  3. Oi, tudo bem?
    Essa série me lembrou um pouco a série dos Bridgertons. Ainda não tive a oportunidade de ler os livros dessa série, mas anotei a dica, pois gosto de livros com essa temática, são sempre ótimas leituras pra dar aquela relaxada entre leituras pesadas.
    Abraços,
    Amanda Almeida
    http://blog.amanda-almeida.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Os Bridgertons é uma série maravilhosa, eu super indico. Beijos!

      Excluir
  4. Que amor de resenha, amei!
    Canal: Video Novo

    http://lesjoursdemarcela.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. gostei da indicação, tava msm procurando algum romance pra ler, gostei da indicação desse

    www.tofucolorido.com.br
    www.facebook.com/blogtofucolorido

    ResponderExcluir
  6. falei de vc no meu blog. beijos, pedrita

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu vi <3 Obrigada Pedrita, amei o post. Beijos!

      Excluir
  7. Oie
    Eu amo ler romances de época, mas esta série eu ainda não li, estou bem curiosa. Adorei sua resenha.

    Beijinhos
    http://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Ainda nao conhecia o livro, mas gostei bastante da resenha, por isso já vou anotar o nome aqui.
    beijos
    www.garotadelicada.com.br

    ResponderExcluir
  9. Gosto muito desse estilo de romance mais antigo e tudo mais. A edição parece linda mesmo! Adorei a resenha :)
    Abraço! :)

    Red Behavior

    ResponderExcluir
  10. Pri, confesso que não sou muito de romances de época, mas fiquei curiosa com essa resenha, vou aguentar você ler os próximas pra dizer se a série em um todo vale a pena xD

    Beijão,
    Quase Mineira

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Staphanie! Pode deixar que pretendo ler toda a série e postar resenha. E se, caso você queira mergulhar no universo dos romances de época, espero que goste =) Beijos!

      Excluir
  11. Livro Lindo, adorei, parece ser bem bacana mesmo, adoro romances ainda mais de época!!!
    bjs
    Patty Lye.
    www.PattyLye.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então você vai amar essa série =) Beijos!

      Excluir

Muito obrigada pela sua visita, ela é muito importante! Comente e deixe seu link. Responderei assim que for possível ♥